11 Coisas que acontecem quando você se compromete a ir a Confissão com mais regularidade

Escrito por Ruth Baker

Como católicos, somos chamados a ir à Confissão uma vez por ano, mas por que parar por aí? Sabemos que a Confissão pode ser intimidante ou difícil, e pode haver muitas razões pelas quais você não queira ir. No entanto, a Confissão regular, seja mensal, de duas em duas semanas, ou semanalmente, não precisa ser intimidante. Na verdade, é uma experiência que muda a vida e enche a vida! Aqui compartilhamos 11 coisas incríveis que acontecem quando você se dirige à Confissão com mais frequência.

1. Como você ganha conhecimento saudável do seu pecado

A Confissão regular ajuda você a reconhecer os pequenos pecados, bem como aqueles grandes e dramáticos. Você pode ver padrões, pode identificar traços de fraqueza. Você pode identificar as atitudes, não apenas as ações, que são prejudiciais. Ao invés da Confissão ser um tiro momentâneo e anual da graça (que mesmo assim encorajamos!), a Confissão regular realmente permite que você cave profundamente e chegue à raiz dos hábitos pecaminosos de longa data.

2. Você se torna mais compassivo com as falhas dos outros

Quando você está ciente de que comete os mesmos pecados repetidamente, você se torna muito mais acolhedor de outras pessoas que apresentam as suas falhas. A pessoa irritante no escritório, o irmão com quem você sempre discute, o aluno que você ensina e que o enrola. Todos se tornam humanizados novamente. Você reconhece que tem suas falhas, elas têm as delas. Como você, elas provavelmente têm uma infinidade de razões diferentes e dolorosas sobre o porquê delas se comportarem dessa forma. Você não é melhor do que elas. Elas não são melhores do que você.

3. Você pode começar a perdoar outros - Especialmente as feridas profundas

Não estou sugerindo que isso aconteça imediatamente, mas notei que um aumento da Confissão regular me ajudou a começar a encontrar perdão para feridas muito dolorosas em minha vida. Quando percebemos que nós mesmos atraímos o conforto e o consolo de Cristo na Cruz, percebemos que não podemos decidir quem recebe a misericórdia que vem do sacrifício de Jesus. Quando amamos realmente Jesus, nunca desejamos que Seu sacrifício seja em vão. Podemos, portanto, colocar o ato de perdão sobre aqueles que odiamos em Suas mãos, libertando-nos no processo.

4. Você passa a experimentar uma ampla gama de ministérios da Igreja

Se possível, é um hábito realmente bom tentar procurar um bom sacerdote que você possa ver regularmente para se confessar, pois ele pode conhecê-lo e ajudá-lo a ver padrões e atitudes ao longo do tempo. No entanto, fazer o hábito de uma Confissão regular significa que você provavelmente se sinta mais à vontade em entrar em qualquer igreja que esteja em seu percurso ou se juntar à fila de Confissão em um retiro ou em um encontro católico e, dessa forma, você poderá experimentar uma ampla gama de diferentes sacerdotes. Todos os sacerdotes são diferente - embora o sacramento da Confissão seja absolutamente o mesmo a cada momento - mas o conselho, a percepção, a intuição e a penitência serão diferentes dependendo de quem seja o sacerdote. Isso pode ser realmente interessante e útil! Os diferentes sacerdotes serão capazes de identificar diferentes coisas e lhe assegurar a misericórdia de Deus de maneiras que nunca antes pensou. Não tenha medo de uma Confissão improvisada com um sacerdote diferente!

5. Você ganha um entendimento funcional da misericórdia de Deus

A Confissão regular não pretende torná-lo escrupuloso. Ao contrário, quando você confessa os mesmos pecados repetidamente, você vê que a misericórdia de Deus é sempre revigoradora, sempre nova e sempre abundante. Ele é sempre paciente conosco.

6. Você se torna mais paciente com você mesmo

Um sacerdote me disse certa vez: "Não se preocupe em repetir os mesmos pecados na Confissão - seja grato por não haver novos pecados para adicionar!" A confissão nos ajuda a perceber quais são nossas falhas e, muitas vezes, "se não fossem esses pecados particulares, seria outra coisa." Conhecer nossos pecados é sempre uma graça. Quando os conhecemos, podemos pedir a Deus para entrar e triunfar sobre eles. Podemos ser pacientes, sabendo que, com o bom tempo, Deus curará nossas feridas.

7. As feridas pessoais profundas começam a curar e os atos da graça abundam

Deus sempre honra alguém que, persistente e pacientemente, oferece suas falhas a Ele e humildemente pede ajuda. A Confissão é como limpar e reparar uma ferida. A ferida pode não curar imediatamente, mas nunca vai se curar se não for regularmente limpa e cuidadosamente reparada. Ao longo do tempo, a limpeza repetida e cuidadosa da ferida por fim trará a cura. Durante anos, mencionei meus maus hábitos de beber na Confissão quase toda vez que eu fui. Eu não sabia muito bem como vencer meu vício. Mas eu sabia que tinha que mencioná-lo sempre. Algum tempo depois, me foi concedido uma incrível momento de graça e não toquei mais em álcool novamente. Na vez seguinte que fui à Confissão, fiquei atordoada. Eu não precisava mencioná-lo! Olhando para trás, eu podia ver como Deus tinha trabalhado comigo e por meio de mim, mesmo quando eu estava desesperada achando que não seria curada.

8. Seu relacionamento pessoal com Jesus cresce

Apenas um pecador precisa de um salvador. Quanto mais reconhecemos o nosso pecado, mais percebemos que precisamos de um Salvador, e quanto mais precisamos de um Salvador, mais pessoal se torna nosso relacionamento com Jesus. A Confissão é um Sacramento, existem poucas formas de conhecer Jesus mais pessoalmente do que na Confissão - e na Eucaristia, é claro! Cristo entra em nossa alma, vê que estamos sofrendo, reconhece nossa humildade e tristeza, nos leva pela mão, nos pega, nos limpa e nos coloca de pé novamente "com dignidade"

9. A Eucaristia e sua recepção se desvendam

Quanto mais puro o estado de nossas almas, mais podemos ver com clareza. A Confissão regular significa que estamos em melhor estado de graça para receber a Eucaristia e podemos receber amorosamente, cuidadosamente e reverentemente Jesus em nossos corações e ser muito mais receptivos à Sua voz em nossas vidas. Ao conhecer a Sua misericórdia com regularidade, aumenta em nós o amor por Ele e a gratidão pela Instituição da Eucaristia que Ele nos deixou.

10. Você começa a procurar inteireza em tudo o que você faz (ou seja, a vida não é apenas "não pecar")

Quando você se compromete em se confessar regularmente, você começa a enxergar hábitos e atitudes que levam ao pecado. A graça ilumina os lugares escuros que você preferiria que ficassem escondidos, mas isso não é tão assustador quanto parece. Você começa a realmente querer viver sua vida com inteireza em todas as coisas, e você vê que a Confissão - e a vida - não é simplesmente "não pecar". Trata-se de viver ao lado de Jesus, para que o coração dEle direcione o seu coração e todas as suas ações se orientem para Ele. Encontramos a paz quando nossas vidas estão centradas nEle, não em nós mesmos. Isso não significa "pensar menos em nós mesmos", mas, antes, pensar em nós mesmos menos, e mais nEle.

11. Você quer retornar!

Quando você se compromete com a Confissão regular, você passa a notar se não faz muito tempo desde a última vez em que se confessou. Isso não precisa ser dar de forma dramática, mas você pode começar a notar um sentimento de apatia, um peso no coração ou uma sensação de que as coisas precisam voltar aos eixos. A Confissão nunca é fácil de se ir, muitas vezes não é uma perspectiva agradável até que acabe; é difícil de se fazer. Mas Confissões regulares tornam o processo mais fácil. Isso significa que é mais provável que encontremos os braços amorosos de um Pai misericordioso, quando sabemos que estamos com algum problema, e isso retira o costumeiro fator medo de se ir à Confissão. Percebemos o quão precioso é o sacramento da Confissão e que nunca devemos subestimá-la ou os nossos sacerdotes.

Se faz muito tempo desde a última vez que foi à Confissão, nós de fato o encorajamos e convidamos a voltar. Talvez você tenha pensado nisso há algum tempo e apenas precise de um pequeno empurrãozinho na direção certa. Bem, aqui está o seu sinal! Você pode checar em nosso útil Guia de Sobrevivência de 7 Passos para o Retorno à Confissão e, por favor, saiba que estamos rezando por você.


Original em inglês: CatholicLink