5 Coisas Que Talvez Você Não Saiba Sobre São Nicolau, O Verdadeiro Papai Noel

Todos nós conhecemos o alegre velhinho São Nicolau que vemos na televisão, nas propagandas e nas esquinas das ruas, mas o quanto sabemos sobre o verdadeiro São Nicolau, o Bispo e Defensor da Fé Católica?

Órfão

São Nicolau era filho de pais cristãos devotos, Teófanes e Nonna. Eles morreram devido a uma peste quando Nicolau era ainda jovem, deixando-o órfão. Nicolau herdou de seus pais sua fortuna a qual ele usou para abençoar os outros de tal forma que o tornou conhecido.

Torturado e Preso

Muitas pessoas não sabem que São Nicolau foi preso e torturado por causa de Cristo. O imperador romano Diocleciano iniciou uma feroz e cruel perseguição contra os cristãos quando assumiu o poder. Durante esse tempo, Nicolau foi preso e torturado (alguns relatos afirmam que ele foi torturado com um alicate de ferro quente) por se recusar a negar a Cristo. A perseguição foi tão severa que se dizia que as prisões estavam tão cheias de padres e bispos que não havia espaço para os verdadeiros criminosos serem presos.

Preso Novamente

Após sua soltura da prisão, ele foi novamente preso, desta vez por defender a fé contra um herege! Segundo a tradição, o Bispo Nicolau estava participando do Concílio de Nicéia, que foi convocado pelo Imperador Constantino para discutir a heresia do arianismo. Essa heresia, promovida por um sacerdote chamado Ário, afirmava que o Filho de Deus foi criado pelo Pai e, portanto, não era nem coeterno com o Pai, nem consubstancial, o que significava que ele estava negando a divindade de Cristo.

Certa feita, São Nicolau ficou tão indignado com os ensinamentos que Ário estava promovendo, que ele lhe deu um tapa na cara! Com isso, os outros bispos despojaram Nicolau de suas vestes episcopais, acorrentaram-no e o jogaram na cadeia. Imagine a surpresa deles no dia seguinte, quando encontraram o Bispo Nicolau completamente vestido com suas vestes de bispo, desatado das correntes e lendo as Escrituras. Quando perguntado sobre o que ocorrera, Nicolau disse-lhes que Nosso Senhor e Nossa Senhora o visitaram e lhe devolveram suas vestes e as Escrituras. Ao saber disso, Constantino solicitou a sua libertação e Nicolau retornou ao Concílio.

Seus Ossos Exsudam Óleo

Após a morte de São Nicolau, em 346 d.C., dizia-se que de seu túmulo escorria um óleo de cheiro adocicado que tinha propriedades curativas. Quando a Turquia foi conquistada pelos turcos seljúcidas[1] em 1071, os cristãos que tinham devoção especial a São Nicolau levaram, por segurança, seus ossos para um território cristão. Em 1087 seus ossos foram novamente transferidos para Bari, na Itália, onde foram mais tarde novamente enterrados em uma Basílica construída em honra do grande santo[2]. De sua nova tumba de mármore também começou a exsudar este óleo perfumado que veio a ser conhecido como o maná de São Nicolau. A coleta do maná continua até hoje.

A Devoção na Igreja Católica Bizantina

São Nicolau é o padroeiro da Igreja Católica Bizantina. Inspirado por seu amor pelos pobres, a grande devoção a São Nicolau cresceu entre o povo das Igrejas cristãs orientais. É muito comum ver um ícone de São Nicolau na iconóstase[3] (divisória) na frente da maioria das Igrejas Católicas Bizantinas. Na festa de São Nicolau (6 de dezembro), orações e hinos especiais são cantados em toda a Divina Liturgia.

Ó aquele que ama Nicolau, o santo,
Ó aquele que serve a Nicolau, o santo;
O irá receber, Nicolau
E lhe dará ajuda em tempo de necessidade,

Santíssimo Pai Nicolau! - Hino a São Nicolau -

Embora o tradicional Papai Noel, em seu traje vermelho e barba espessa, seja uma imagem amada e familiar durante a época de Natal, faríamos bem em lembrar o santo e bom exemplo que nos foi dado pelo verdadeiro São Nicolau, Bispo e Defensor da Fé. Com este objetivo, sugerimos o vídeo a seguir para as crianças de nossas famílias, sobre São Nicolau, a verdadeira história do Papai Noel.

Fonte: My Catholic Gifts

Notas:

[1] Eljúcida ou seljuque era um povo nômade turco de religião islâmica sunita que gradualmente adotou a cultura persa. Formaram o chamado Império Seljúcida, que se estendeu da Ásia Central até a atual Turquia e Palestina.

[2] Vídeo do Papa Francisco na Basílica de São Nicolau, em Bari, clicar aqui.

[3] Mais sobre iconóstase, clicar aqui.