4 Coisas que Deus Pode Estar Fazendo Quando Você Está Sofrendo e Não Consegue Sentir Sua Presença

Escrito por Ruth Baker

Não tenho uma resposta para "se existe um Deus, por que há sofrimento?". É uma questão com a qual eu luto repetidamente, mas com a qual eu de fato tentei me empenhar. Nos últimos anos tive algumas experiências extremamente dolorosas que me deixaram perguntando exatamente isso: onde estava Deus naquele momento em que eu estava padecendo como nunca antes? Embora eu não tenha uma resposta definitiva à questão do sofrimento, tem momentos em que entendo em retrospectiva que Deus definitivamente não estava ausente na minha vida, mesmo que eu pensasse assim na época.

Por favor, saiba que não parto do pressuposto que cada um desses pontos se aplique a cada momento de sofrimento que alguém experimentará em suas vidas, estou simplesmente compartilhando-os com a esperança que você se identifique com um ou alguns deles. Se você está sofrendo e Deus parece estar em silêncio, aqui estão quatro sugestões sobre o que Deus realmente pode estar querendo nesse momento.

1. Ele Está Honrando o que Está Partido

Ao mesmo tempo, minha única oração, por muitos meses, foi "Senhor, eu só quero que isso pare de doer".

Eu ainda olho para traz e me vejo naquele momento e parte de mim deseja que sim, Deus poderia ter acenado com uma varinha mágica e fazer toda a dor desaparecer. Mas, mais tarde, senti muito fortemente que Deus estava honrando o que havia sido partido. Não de modo sádico, mas de uma maneira muito profunda e com muita paciência, que o sofrimento me mudou e que Deus faria o que fosse necessário, no meu ritmo, para reconstruir de forma criativa e cuidadosa nossa relação. Da mesma forma como eu desejava que esse sofrimento não viesse a mudar a minha vida, Ele respeitou esse momento e o sofrimento que tinha abalado meu relacionamento com Ele. Inabalável, Deus se colocou a uma distância respeitosa, mas nunca mais tirou os olhos de mim. Ele esperou, como alguém faz amorosamente com um animal assustado e amedrontado até que a confiança fosse restabelecida. Ele não se apressou a consertar, corrigir, ajustar (como eu gostaria que acontecesse), mas ao invés disso, Ele paciente e com cuidadosamente permitiu que a cicatrização ocorresse. "Eis que renovo todas as coisas". (Apocalipse 21, 5)

2. Ele Está na Cruz

Uma música pode mudar sua vida? Uma mudou a minha. Quando ouvi pela primeira vez a música de Matt Maher, Você Estava na Cruz, ela respondeu uma pergunta que eu vinha fazendo a Deus há muito tempo: onde você estava quando eu sofria? Enquanto eu acreditava que Deus estava comigo toda a minha vida e cuidando de mim, houve uma ocasião em que eu realmente acreditei que Deus tivesse virado as costas para mim. Após alguns momentos ouvindo a música, eu estava em prantos. Cristo fez coincidido o meu próprio sofrimento com o Seu momento de completo abandono e abjeta solidão na Cruz, onde Ele mesmo havia clamado: "Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?"

Onde Deus estava no meu sofrimento? Ele estava na Cruz, sofrendo comigo.

3. Ele está nas pessoas ao seu redor oferecendo ajuda

Quando vamos parar de subestimar isso?! Quando olho para trás, para os tempos em que me sentia verdadeiramente sozinha e sofrendo, percebi que Deus em nenhum momento me deixou só, pois Ele me cercou com pessoas que poderiam me ajudar de forma prática e emocional. Eu vi que essas pessoas eram presentes imensos em minha vida e, apesar de não estar em uma situação feliz, minha gratidão para com eles me fez ver que pequenos milagres estavam ocorrendo em um lugar muito doloroso. Santa Teresa d'Ávila redigiu palavras fortes para dizer que Deus não tem mãos senão as nossas para fazer o Seu trabalho (vide abaixo). Em seu sofrimento, Deus pode muito bem estar fazendo tudo o que Ele pode por meio das pessoas ao seu redor.

"Cristo não tem atualmente sobre a terra nenhum outro corpo senão o teu.

Nenhuma outra mão senão as tuas.

Tu és os olhos com os quais a compaixão do Cristo deve olhar o mundo.

Tu és os pés com os quais Ele deve ir fazer o bem.

Tu és as mãos com as quais Ele deve abençoar os homens de hoje."

4. Ele Está Deixando Você Ser Verdadeiramente Honesto com Ele

Fiquei muito brava com Deus porque pensei que Ele não estava ali quando eu O queria. Fiquei louca, amarga e zangada por meses. E então me ocorreu:

O amor de Deus não está condicionado a que nos apresentemos diante a Ele como achamos que Ele gostaria que nós fossemos: santos e quietos, ou alegres e enérgicos. O amor de Deus não está condicionado a que nos apresentemos diante a Ele com tudo resolvido, como se sofrer enormemente, por meio da dor, da privação, da mágoa ou da traição não estivesse nos machucando. É inteiramente natural - a humanidade sendo a humanidade na sua forma mais genuína - sentir dor com essas coisas.

Então eu percebi que Deus ainda estava comigo, apoiando-me de forma a me proteger quando eu finalmente me enfureci e fiquei com raiva e expressei toda minha amargura. Tinha sido cansativo fingir diante de Deus que tudo estava bem quando não estava. Finalmente, eu sabia. Deus não nos protege desarmando nosso ataque de raiva com palavras bem-intencionadas que não estamos dispostos a ouvir naquele momento. Ele não nos protege, dizendo-nos que tudo vai ficar bem quando estamos meio raivosos com a profunda injustiça da vida. Ele respeita nossos sentimentos, mesmo quando eles não são os melhores sentimentos que podemos oferecer a Ele. Podemos ser verdadeiramente honestos com Ele em todas as situações que Ele não nos abandonará. Podemos dizer-lhe exatamente como nos sentimos e Ele ainda não nos decepcionará. Podemos no encolerizar e Ele não fugirá de nós. E quando tivermos terminado, Ele ainda estará lá para nos confortar.

Oração para os Tempos de Sofrimento

Eis-me, meu amado Jesus,
curvado sob o fardo de minhas provações e sofrimentos,
Eu me prostro aos Vossos pés,
para que Vós possais renovar minha força e minha coragem,
enquanto eu repouso aqui em Vossa Presença.
Permita-me deitar minha cruz em Vosso Sagrado Coração,
pois somente a Vossa infinita bondade pode me suster;
Somente Vosso amor pode ajudar-me a suportar minha cruz;
somente Vossa mão poderosa pode aliviar seu peso.
Ó Divino Rei, Jesus,
cujo coração é tão compassivo para com os aflitos,
Eu desejo viver em Vós;
sofrer e morrer em Vós.
Durante minha vida sejais Vós para mim meu modelo e meu apoio;
À hora da minha morte,
sejais minha esperança e meu refúgio

Amém.

Original em inglês: https://catholic-link.org/4-things-god-suffering/