Jesus Entrou Em Um Ventre Para Redimir O Mundo

Jesus não começou sua vida na Terra em uma manjedoura. Ele foi concebido pelo Espírito Santo no ventre de uma jovem virgem solteira que não planejava estar grávida. O criador do cosmos e sustentante de todas as coisas se tornou do tamanho de uma única célula humana. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós.

Como todos os seres humanos antes e depois de sua vinda, o eterno Filho de Deus passou por todos os estágios do desenvolvimento humano. Ele foi um embrião. Ele foi um feto. E ele se tornou um bebê.

Ele aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens. Para iluminar os que jazem nas trevas, suscitar a vida e a imortalidade pelo Evangelho, para reconciliar pecadores com Deus e dirigir os nossos passos no caminho da paz.

Emanuel, Deus Conosco, entrou em um ventre para redimir o mundo.

O único lugar em que nossa cultura acredita que é permitido matar outro ser humano foi o lugar que Deus escolheu para ser Sua entrada em nosso mundo. A encarnação de Cristo, portanto, está em conflito direto com nossa prática consciente do aborto. E celebrar o Natal é estar em conflito com a Cultura da Morte.