Sacerdotes Britânicos Apoiam a Humanae Vitae

Por Stephen Wynne  ChurchMilitant 20 de junho de 2018 -

No Reino Unido, na semana passada, clérigos católicos lançaram a "Humanae Vitae 50", uma declaração de apoio à encíclica do Papa Paulo em 1968 sobre sexualidade humana e controle da natalidade.


Assinada por quase 500 sacerdotes, a declaração pede que a Humanae Vitae seja a base para a reconstrução da sociedade britânica, dizendo: "Como padres desejamos afirmar ... uma redescoberta do caminho da natureza e do respeito pela dignidade humana é essencial para o futuro do nosso povo, católico e não-católico."

Desde 1968, a Grã-Bretanha tornou-se um grande defensor da contracepção e do aborto em todo o mundo.

De acordo com uma repórter da BBC: "O fato é que centenas de milhões de mulheres não têm acesso e deveriam" - ao que a ativista pró-vida nigeriana Obianuju Ekeocha respondeu: "Bem, você está dizendo 'deveria', mas quem é você para decidir, se não se importa de eu dizer? "

Lançada por leigos católicos, a "Humanae Vitae 50" pretende encorajar os clérigos britânicos a reforçar o ensino da Igreja, em um momento em que os dissidentes dentro do Vaticano estão pressionando pela reinterpretação da Encíclica.

Os organizadores estão chamando a declaração de um marco na história da Igreja na Grã-Bretanha.

Eles dizem que o número de signatários - quase um em cada dez padres britânicos - significa uma mudança no clero do país, notando que pouquíssimos clérigos britânicos apoiaram publicamente a Humanae Vitae na sequência de seu lançamento em 1968.